Outono - a estação das metáforas

O outono definitivamente é a estação das metáforas.

Você com certeza já ouviu ou citou alguma delas seja sobre as folhas amarelando, sobre o momento de renovação ou sobre abadonarmos o que não nos serve mais e, por aí vai. No Brasil, na região em que eu vivia, o outono não fazia tanta diferença, acho que na maior parte do Brasil, também não faz, mas ainda sim ouvia sobre as folhas caindo no quintal e sobre como isso era bonito.

Presenciar essa mudança é realmente encantador. Eu sinto que as metáforas fazem sentido, é um momento que começamos a ficar um pouco mais reclusos e introspectivos, o frio aumenta, as folhas realmente caem e as árvores mudam sua aparência completamente.

As folhas em tons de amarelo e laranja embelezam todo o cenário e dá um toque romântico às paisagens. À medida que a estação avança, os dias começam a diminuir a duração, consequentemente as noites tornam-se mais longas. Aumentam os ventos, a temperatura diminui aos poucos, aumenta a incidência de neblina e também a umidade do ar. O outono é o anúncio do inverno, a época mais sombria do ano.

Mistura de encanto e melancolia, momento de transição e preparação para a próxima estação. É nessa época que retiramos do fundo do armário os casacos mais quentes, as luvas e o cachecol para novamente voltar a usá-los. Um ciclo recomeça.

É assim que o outono faz, ele cumpre sua missão e vai embora, deixando-nos também cheio de novas metáforas e atentos para a mudanças que estão porvir. É uma verdadeira metamorfose.

 

*O outono no Hemisfério Norte vai de 21 Setembro até 20 Dezembro.